Cuiaba (MT), 27 de outubro de 2020 - 15:06

Cidades

OMISSÃO DE SOCORRO 14/10/2020 09:19 Gazeta Digital

Após dois anos, CRM faz audiência de médica que matou verdureiro

Está marcada para esta quarta-feira (14) a primeira audiência do Conselho Regional de Medicina (CRM) referente à denúncia contra a médica Letícia Bortolini. A profissional é acusada de omitir socorro ao verdureiro Francisco Lucio de Maia, atropelada por ela em abril de 2018. A audiência será realizada no dia em que a morte de Francisco completa dois anos e meio.

 

Segundo informações, serão interrogadas testemunhas convocadas pela defesa e pela família da vítima. A audiência está marcada para começar às 8h30.


Logo após o acidente, o CRM abriu sindicância para apurar a conduta da médica e arquivou o processo em 2019. A Câmara do Tribunal Regional de Ética Médica do CRM considerou que o crime não tem relação com a profissão exercida por ela.
Após o arquivamento, a filha do verdureiro, Francy da Silva Lucio, protocolou nova denúncia e é sobre essa ação a audiência dessa semana.


“No dia da audiência vai fazer dois anos e 6 meses que meu pai morreu. A gente tem a esperança que eles sejam punidos. Todo mundo diz para gente que nunca viu médico condenar médico, mas temos esperança de que seja diferente. Faltou ética da parte dela, porque não prestou socorro. Não é certo a pessoa estudar tanto tempo e no momento que precisa dar assistência ela fugir”, declara a filha.


Também tramita na Justiça ação cível de indenização à família, que está parado. Além disso há processo criminal pelo crime de homicídio.


O último andamento da ação criminal trata de pedido de perícia a ser realizada pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), nos arquivos de imagens da avenida Miguel Sutil, onde houve o atropelamento.


O laudo já ficou pronto, como adiantou a filha, mas ela ainda não acessou o resultado. Esse é o terceiro laudo feito, os dois anteriores mostraram resultados divergentes quanto a velocidade em que a médica dirigia quando atropelou o trabalhador.


Hoje a banca de verduras que era de Francisco Lúcio é administrada pela filha e o marido. É de lá que a família tira o sustento para a família.


Resumo Online

E-mail
Redação: redacaocopopular1@gmail.com

Telefones
(65) 3052-6030 / (65) 3052-6030

Todos os Direitos Reservados para Resumo Online

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo