Cuiaba (MT), 25 de fevereiro de 2021 - 17:03

Geral

OPEN MALL 22/02/2021 17:11 Redação

Cuiabá terá 3 centros empresariais a céu aberto a partir de 2021

A expectativa é que Dubai seja entregue em 2022, Chicago em 2023 e Toronto em 2024.

O conceito que veio dos Estados Unidos nos anos 80 tem ganhando força no mercado brasileiro. Os centros empresariais a céu aberto, além de oferecer um espaço interessante ao público, também reduz custos com manutenção, devido ao aproveitamento de ventilação e luz natural com a criação das áreas verdes.

Estes estabelecimentos foram pensados para que lojas de roupas, escritórios de advocacias, consultórios, farmácias e até mesmo pubs possam funcionar em um mesmo ambiente com segurança, comodidade e conforto.

Em Cuiabá estão sendo construídos os primeiros centros empresariais nesses moldes, com entrega prevista a partir de 2022. A Ginco oferece três possibilidades para empreendedores que procuram essa solução. Dubai e Chicago são centros empresariais pensados para funcionar na saída para Chapada dos Guimarães, enquanto Toronto surgiu para atender a região da Avenida das Torres.  A expectativa é que Dubai seja entregue em 2022, Chicago em 2023 e Toronto em 2024.

Conforme explicou a arquiteta dos empreendimentos, Juliana Elias, o centro de Cuiabá tem vocação comercial, no entanto, está esvaziado devido à falta de segurança. “Shoppings a céu aberto” foram pensados para oportunizar o funcionamento das lojas fora do horário comercial e, ainda, garantir que empresários tenham diversas facilidades como manutenção e limpeza de seus estabelecimentos.

“Pode funcionar academia, um pub, um supermercado, drogaria e até pet shop. Cada atividade tem o seu horário de funcionamento ideal. Então o pub o horário vai ser no final da tarde e o pet shop mais durante o dia. A tendência é atender o pessoal que sai do trabalho, mas o videomonitoramento funciona 24 horas, então é possível que funcione a depender da demanda dos empresários”, explicou.

“Hoje a gente procura cada vez mais ir para espaços abertos, só que a gente também não quer perder a segurança e a comodidade. Então é um lugar para poder fazer uma compra segura. Principalmente para quem trabalha o dia inteiro e só tem tempo à noite”, complementou.

De acordo com o diretor da Ginco, Júlio Braz, além de ser uma solução arquitetônica que viabiliza a redução de custos de manutenção, é uma opção que resulta em um espaço mais agradável ao público. “Esse novo formato de centro comercial, com uma estrutura mais aberta e com mais áreas de convivência verdes, proporciona ao público uma sensação de estar passeando ao ar livre, porém com a mesma segurança, conforto e diversidade que os shoppings oferecem”, ressalta.

Outro diferencial são os estacionamentos. Os centros empresariais foram pensados para atender a demanda dos consumidores que têm carros e abriga-los sem que haja cobrança de qualquer taxa por esse serviço. O projeto conta com bolsões de estacionamento construídos ao longo das áreas verdes da avenida. 

Gestor comercial da Ginco, Anderson Richard afirmou que demanda pelos empreendimentos nas regiões de saída para Chapada e Avenida das Torres surgiram do grande número de condomínios residenciais. Especialistas perceberam que famílias precisavam de um espaço nas proximidades para fazerem compras e terem momentos de lazer.

“A ideia é colocar atividade física, parque, trilha, área verde. Proporcionar esses parques e também o comércio. Se eu moro por perto vou ter o parque para correr, fazer caminhada, passear com meu pet e fazer ações ao ar livre. Sair com a minha família e tomar um sorvete, ia a uma panificadora com qualidade. Ter vários comércios e comodidades de lazer”, finalizou.


Resumo Online

E-mail
Redação: redacaocopopular1@gmail.com

Telefones
(65) 3052-6030 / (65) 3052-6030

Todos os Direitos Reservados para Resumo Online

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo