Cuiaba (MT), 03 de agosto de 2021 - 05:01

Geral

SEGUNDA CHANCE 21/07/2021 17:15 Redação

Reinserção no mercado de trabalho muda vida de egressos do sistema prisional

Lutando contra o preconceito, ex-detentos mostram que podem contribuir com a sociedade

Voltar ao mercado de trabalho é um dos principais desafios para a ressocialização dos egressos do sistema prisional brasileiro. Para ajudar a diminuir essa dificuldade, iniciativas como a da Fundação Nova Chance do Governo de Mato Grosso são essenciais, direcionando homens e mulheres para trabalhar em empresas dispostas a acolhê-los.

Uma dessas empresas é a Eletroconstro Prestação e Terceirização de Serviços, responsável pela limpeza urbana dos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, e já contratou mais de 250 recuperandos desde 2016. As pessoas encaminhadas pela Nova Chance recebem salário, uniforme, alimentação, vale transporte e capacitação com técnicos de segurança do trabalho, assim como qualquer outro funcionário da empresa.

“Nós temos egressos em diferentes equipes, como, por exemplo, as que fazem limpeza de vias públicas, coleta de lixo, pintura de meio fio e roçagem” explica Neimar Toledo, diretor da Eletroconstro.

Sem essa oportunidade, muitos egressos se tornam reincidentes. Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) o índice de reincidência de pessoas que já cumpriram pena pode variar entre 60% a 70%, uma vez que sem perspectiva ou oportunidades de reinserção no mercado de trabalho, essa parcela da população acaba voltando a cometer delitos.

Após um ano de prestação de serviços e sem novas infrações perante a Justiça, os reeducandos e egressos têm a oportunidade de efetivação na empresa. É o caso do Daniel Rosa da Silva, de 54 anos. Encaminhado em 2017 como reeducando, Daniel foi efetivado e permanece trabalhando em uma equipe de limpeza em Cuiabá.

“Só tenho coisas muito boas para falar sobre essa oportunidade. Eu dou graças a Deus de ter mudado de vida, e principalmente pela empresa que me deu essa chance”, agradece.

Além de ser uma oportunidade de reinserção na sociedade para os reeducandos e egressos do sistema prisional, um trabalho também representa a garantia de subsistência de várias famílias em situação de vulnerabilidade, destaca a Diretora Executiva da Fundação Nova Chance, Michelli Egues Dias Monteiro.

"Por isso, entendemos como fundamental que empresas como a Eletroconstro sejam nossas parceiras, pois auxiliam a sociedade como um todo, ao oportunizar a essas pessoas, uma nova chance. " destaca a diretora.

Para o diretor da empresa, a progressão dos ex-detentos para cargos melhores é comum, pois há muita dedicação de quem está buscando uma nova chance de viver em sociedade. “A maioria do pessoal que trabalha conosco teve uma nova chance. A gente nunca sabe a capacidade que o outro tem e há muitos talentos escondidos por aí” finaliza.


Resumo Online

E-mail
Redação: [email protected]

Telefones
(65) 3052-6030 / (65) 3052-6030

Todos os Direitos Reservados para Resumo Online

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo